Doutorado em Psicologia

Estante de madeira em formato de rosto humano comporta livros.

Esse curso é para quem quer...

... desenvolver uma formação de excelência e alcançar o mais alto nível na formação da pós-graduação, assim como se capacitar para a formação de recursos humanos na graduação e  pós-graduação, além de estar qualificado para a atuação em diferentes contextos profissionais (clínica, educação, saúde e assistência social)

 

Com o objetivo de...

... habilitar-se para a docência e a pesquisa no Ensino Superior e na Pós-Graduação (lato e stricto sensu), bem como aprimorar a atuação em diversos contextos e contribuir para a resolução de problemas sociais relevantes, através da aplicação prática do conhecimento científico produzido.

DURAÇÃO
48 meses

CARGA HORÁRIA
900 horas

VAGAS
10

Informações para contato

Coordenação: Profa. Luciana Maria Maia, Doutora

  • E-mail de contato: ppgp@unifor.br
  • Fone de contato: (85) 3477.3229
  • Endereço de contato: Bloco B | Sala 07

Diferenciais do Curso

Fundado em 1997, o Programa de Pós-Graduação em Psicologia (PPGP) da Unifor tem uma trajetória marcada pelo pioneirismo, uma vez que os cursos de Mestrado (criado em 1997) e de Doutorado (criado em 2010) foram os primeiros do Estado do Ceará na área.

Desde então, já formou 382 Mestres e 45 Doutores, profissionais com atuação sobretudo na docência de Universidades (estaduais, federais e privadas), no Ceará e em outros Estados; bem como em outras áreas, como clínica, saúde e educação. Além disso, o PPGP tem recebido alunos não apenas da Psicologia, mas de áreas como Administração, Pedagogia, Arquitetura, Turismo e Comunicação Social, dentre outras, com perfil plural em relação aos temas, abordagens teóricas e metodológicas utilizadas.

Aqui, você estuda em um Programa avaliado com Conceito 5 pela Capes e que conta atualmente com 14 docentes, distribuídos em três linhas de pesquisa e oito laboratórios, os quais reúnem alunos de mestrado, doutorado, professores da graduação e bolsistas/voluntários de Iniciação Científica.

Cada laboratório oferece ainda grupos de estudos voltados aos alunos da graduação e ao aprofundamento de temáticas específicas com as quais trabalha. O programa possui também a Revista Subjetividades, avaliada pela Capes com conceito B1 e editada por docentes do PPGP.

Ao longo de sua existência, o PPG-Psi da Universidade de Fortaleza tem primado pela consecução do seu objetivo maior, qual seja a formação de docentes e/ou pesquisadores nos saberes e práticas psicológicas referentes aos processos de subjetivação contemporâneos, a partir do sofrimento psíquico e suas repercussões no sujeito, na sociedade e na cultura.

O programa se direciona ainda para qualificar docentes, pesquisadores e outros profissionais, com vistas à capacitação de pessoal para a atuação em IES e outras instituições de ensino e pesquisa no estado do Ceará, na região Nordeste e em outros estados brasileiros. Outra vertente é a de estimular o desenvolvimentos de pesquisas e a produção de conhecimento sobre temas pertinentes à Psicologia, que venham a contribuir para o avanço do conhecimento na área.

Em outro nível, o PPG tem objetivo de promover a inserção social e seu o intercâmbio do com a sociedade, ao voltar-se para o aperfeiçoamento da reflexão acadêmica em contato com questões sociais relevantes, no sentido da formulação, execução e avaliação de projetos de intervenção que tenham como meta o desenvolvimento social e regional do país.

Como egresso do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Unifor, você será capaz de identificar e analisar processos psicológicos nas diferentes realidades sociais e contextos de atuação, assim como de escolher e utilizar métodos, técnicas e instrumentos de investigação ao considerar sua pertinência e natureza do objeto de estudo. Ademais, terá habilidade de gerar, avaliar e divulgar conhecimentos aplicados à prática profissional, ao ensino da psicologia e à produção científica e também formular e analisar um problema científico por meio da utilização de métodos pertinentes e apresentar conclusões com relativa originalidade.

A Revista Subjetividades é uma publicação do programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade de Fortaleza (Unifor) e tem por objetivo expandir a produção acadêmica e científica nacional e internacional, das diversas áreas da psicologia, bem como de disciplinas afins, como as ciências sociais, humanas e da saúde. Com periodicidade quadrimestral, a Revista Subjetividades apresenta, à comunidade acadêmica e demais pessoas interessadas nessas temáticas, em formato eletrônico e com acesso gratuito, os resultados de investigações, ensaios, comunicações e resenhas.

APHETO – Laboratório de Psicopatologia e Psicoterapia Humanista-Fenomenológica Crítica

Coordenação: Georges Boris e Lucas Bloc                                         

Objetivo: desenvolver atividades de pesquisa, ensino e extensão em psicopatologia e clínica, utilizando uma lente humanista-fenomenológica. As pesquisas desenvolvidas em fenomenologia clínica utilizam uma perspectiva crítico-cultural, que busca compreender (pesquisa), formar pesquisadores (ensino) e propor estratégias de intervenção (extensão) nos diversos campos clínicos.

LAEPCUS - Laboratório de Estudos Sobre Psicanálise Cultura e Subjetividade 

Coordenação: Leonardo Danziato e Leônia Cavalcante Teixeira

Objetivo: Atualizar e produzir pesquisas e estudos que articulem campos cruciais na consideração do sujeito, sua inscrição e constituição no laço social tomando como referenciais teóricos principais a Psicanálise e a perspectiva foucaultiana de apreensão do sujeito nas relações de saber e poder. Temáticas estudadas: infância e adolescência, corpo, violência, sexualidade e gênero, políticas públicas na saúde, educação e assistência social, estudos sobre a subjetividade nas interfaces com os campos da educação, política e cultura.

LEPES - Laboratório de Estudos sobre Processos de Exclusão Social

Coordenação: Luana Elayne Cunha de Souza e Luciana Maria Maia

Objetivos: Realizar estudos sobre as diferentes formas de exclusão social. Para tanto, analisa os processos simbólicos que enfraquecem laços sociais e privam alguns indivíduos da participação em diversos contextos e instituições sociais, limitando o seu acesso a bens e serviços ou à assunção de papéis socialmente valorizados.

LEPP – Saúde – Laboratório de Estudos e Práticas em Psicologia e Saúde

Coordenação: Cynthia de Freitas Melo Lins

Objetivos: articular ensino, pesquisa e extensão na Psicologia com interface em Saúde e Políticas Públicas. Numa perspectiva interdisciplinar, pretende agregar conhecimento técnico-científico nos três níveis de atenção em saúde – primária, secundária e terciária, especialmente sobre as temáticas de interesse social amplo.

LERHA – Laboratório de Estudos das Relações Humano-Ambientais

Coordenação: Karla Patrícia Martins Ferreira

Objetivo: estudar as inter-relações pessoa e ambiente, consideradas a partir das múltiplas dimensões do contexto - físicas, psicossociais, culturais, econômicas e políticas. A natureza multidisciplinar destes estudos visa dar conta da complexidade do mundo real, local privilegiado de pesquisas a partir do enfoque teórico da Psicologia Ambiental. 

LESPLEXOS – Laboratório de Estudos dos Sistemas Complexos: Casais, Famílias e Comunidade

Coordenação: Normanda Araujo de Morais e Aline Nogueira de Lira

Objetivos: articular pesquisa, ensino e extensão na área de estudo de casais, família e comunidade, especialmente no que se refere a uma visão sistêmica destes. Produzir conhecimento contextualizado acerca desses temas, articulando sempre com a realidade das políticas sociais, dos serviços de atendimento e aos contextos de vulnerabilidade social.

LET – Laboratório de Estudos do Trabalho (LET)

Coordenação: Regina Heloisa Mattei de Oliveira Maciel e Tereza Glaucia Rocha Matos.

Objetivos: Empreender estudos e pesquisas sobre as diferentes formas que o trabalho tem assumido na contemporaneidade, as repercussões desses processos na subjetividade do indivíduo e as formas de organização dos trabalhadores no enfrentamento dessa realidade.

OTIUM – Laboratório de Estudos sobre Ócio, Trabalho e Tempo Livre  

Coordenação: José Clerton de Oliveira Martins

Objetivo: articular a partir de enfoques multidisciplinares os seguintes temas: tempo de trabalho, tempo livre, tempo liberado, ócio e lazer, encaminhando possibilidades de significados e aplicações pelo sujeito na contemporaneidade.

XVIII Encontro de Pós-Graduação e Pesquisa (2018)

1º lugar na área Ciências da Vida: Profa. Luciana Maria Maia Viana e Profa. Luana Elayne Cunha Viana
1º lugar na área Ciências Humanas: Profa. Luciana Maria Maia Viana
2º lugar na área Ciências da Vida: Profa. Luciana Maria Maia Viana
3º lugar na área Ciências da Vida: Profa. Luciana Maria Maia Viana 

Área de Concentração e Linhas de Pesquisa

O Curso busca enfatizar os saberes e práticas referentes aos processos de subjetivação contemporâneos, os quais podem ser estudados a partir de diferentes perspectivas teóricas e metodológicas.

Clínica, Psicopatologia e Processos de Subjetivação 
A linha realiza pesquisas sobre os fundamentos teóricos e técnicos da prática clínica, as estruturas e quadros psicopatológicos, assim como os processos de subjetivação na cultura contemporânea. Nesses estudos utiliza como lentes conceituais e metodológicas a psicanálise, o humanismo, a fenomenologia e a perspectiva foucaultiana. 

Processos de Trabalho e Saúde 
A linha realiza pesquisas sobre processos de trabalho e saúde, tanto no que diz respeito à investigação de condições de trabalho e suas repercussões na vida e saúde do trabalhador, quanto à vivência do ócio, lazer e tempo livre; bem como os estudos sobre psicologia e saúde. Nesta linha estão situados os estudos realizados sobre a lente teórica da Psicologia do Trabalho e Psicologia da Saúde. 

Processos Psicossociais e Relação Pessoa-Ambiente
A linha realiza pesquisas sobre processos psicossociais relacionados ao estudo dos processos de exclusão social, ao estudo de casais, famílias e comunidade, bem como sobre as relações humano-ambientais. Nesta linha situam-se os estudos realizados sobre a lente teórica da Psicologia Social, Psicologia Sistêmica e Psicologia Ambiental. 

Docente: Clara Virgínia Queiroz Pinheiro e Leonardo José Barreira Danziato
CH: 45
Créditos: 3
Linhas de Pesquisa: Todas
Obrigatória

Docente: Cynthia Freitas de Melo Lins e José Clerton de Oliveira Martins
CH: 45
Créditos: 3
Linhas de Pesquisa: Todas
Obrigatória

Docente: Normanda Araujo de Morais e Regina Heloisa Mattei de Oliveira Maciel 
CH: 30
Créditos: 2
Linhas de Pesquisa: Todas
Obrigatória

Docente: Todos
CH: 45
Créditos: 3
Linhas de Pesquisa: Todas
Obrigatória

Docente: Todos
CH: 45
Créditos: 3
Linhas de Pesquisa: Todas
Obrigatória

Docente: Todos
CH: 60
Créditos: 4
Linhas de Pesquisa: Todas
Obrigatória

Docente: Todos
CH: 45
Créditos: 3
Linhas de Pesquisa: Todas
Obrigatória

Docente: Todos
CH: 60
Créditos: 4
Linhas de Pesquisa: Todas
Obrigatória

Docente: Todos
CH: 60
Créditos: 4
Linhas de Pesquisa: Todas
Obrigatória

Docente: Todos
CH: 60
Créditos: 4
Linhas de Pesquisa: Todas
Obrigatória

Docente: Todos
CH: 15
Créditos: 1
Linhas de Pesquisa: Todas
Obrigatória

Docente: Todos
CH: 15
Créditos: 1
Linhas de Pesquisa: Todas
Obrigatória

Docente: Todos
CH: 15
Créditos: 1
Linhas de Pesquisa: Todas
Obrigatória

Docente: Leônia Cavalcante Teixeira e Maria Celina Peixoto Lima 
CH: 30
Créditos: 2
Linhas de Pesquisa: Clínica, Psicopatologia e Processos de Subjetivação
Eletiva

Docente: Leônia Cavalcante Teixeira
CH: 30
Créditos: 2
Linhas de Pesquisa: Clínica, Psicopatologia e Processos de Subjetivação
Eletiva

Docente: Leonardo José Barreira Danziato e Clara Virgínia Queiroz Pinheiro
CH: 30
Créditos: 2
Linhas de Pesquisa: Clínica, Psicopatologia e Processos de Subjetivação
Eletiva

Docente: Virginia Moreira
CH: 30
Créditos: 2
Linhas de Pesquisa: Clínica, Psicopatologia e Processos de Subjetivação
Eletiva

Docente: Georges Daniel Janja Bloc Boris
CH: 30
Créditos: 2
Linhas de Pesquisa: Clínica, Psicopatologia e Processos de Subjetivação
Eletiva

Docente: Virginia Moreira
CH: 30
Créditos: 2
Linhas de Pesquisa: Clínica, Psicopatologia e Processos de Subjetivação
Eletiva

Docente: José Clerton de Oliveira Martins
CH: 30
Créditos: 2
Linhas de Pesquisa: Processos de Trabalho e Saúde
Eletiva

Docente: Regina Heloisa Mattei de Oliveira Maciel e Tereza Glaucia Rocha Matos
CH: 30
Créditos: 2
Linhas de Pesquisa: Processos de Trabalho e Saúde
Eletiva

Docente: Regina Heloisa Mattei de Oliveira Maciel e Tereza Glaucia Rocha Matos
CH: 30
Créditos: 2
Linhas de Pesquisa: Processos de Trabalho e Saúde
Eletiva

Docente: Cynthia de Freitas Melo Lins
CH: 30
Créditos: 2
Linhas de Pesquisa: Processos de Trabalho e Saúde
Eletiva

Docente: Karla Patrícia Martins Ferreira
CH: 30
Créditos: 2
Linhas de Pesquisa: Processos Psicossociais e Relação Humano-Ambiental
Eletiva

Docente: Luana Elayne Cunha de Souza e Luciana Maria Maia Viana
CH: 30
Créditos: 2
Linhas de Pesquisa: Processos Psicossociais e Relação Humano-Ambiental
Eletiva

Docente: Normanda Araujo de Morais
CH: 30
Créditos: 2
Linhas de Pesquisa: Processos Psicossociais e Relação Humano-Ambiental
Eletiva

Docente: Todos
CH: 15
Créditos: 1
Linhas de Pesquisa: Todas
Optativa

Docente: Todos
CH: 15
Créditos: 1
Linhas de Pesquisa: Todas
Optativa

Docente: Todos
CH: 15
Créditos: 1
Linhas de Pesquisa: Todas
Optativa

Docente: Todos
CH: 15
Créditos: 1
Linhas de Pesquisa: Todas
Optativa

Docente: Todos
CH: 15
Créditos: 1
Linhas de Pesquisa: Todas
Optativa

lucianamaia@unifor.br

Currículo lattes

Mestre (2000) e Doutora (2008) em Psicologia Social pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Graduada em Psicologia pela Universidade Federal da Paraíba - UFPB (1996). Professora Adjunta do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade de Fortaleza - UNIFOR. Coordenadora do Laboratório de Estudos sobre Processos de Exclusão Social (LEPES).

Suas atividades de ensino, pesquisa e extensão situam-se no campo da Psicologia Social, com ênfase nas temáticas: preconceito, discriminação, processos de exclusão social e o impacto desses fenômenos na constituição da subjetividade de indivíduos, especialmente membros de minorias sociais.

Doutora em Psicologia pela Universidade de Fortaleza - Unifor (Capes). Realizou o seu estágio sanduíche na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação, na Universidade do Porto, Portugal (2017). Mestre em Psicologia pela Universidade de Fortaleza (Funcap). Graduada pela Universidade Federal do Ceará, Especialista em Psicodrama pela Faculdade Integrada do Ceará/Matriz Criativa, Orientadora Profissional pela Associação Brasileira de Orientação Profissional (ABOP-SP). Especializanda em Terapia de Casal e Família Sistêmica. Coordenadora do Laboratório de Estudos dos Sistemas Complexos: Casais, Famílias e Comunidade (Lesplexos), no qual desenvolve pesquisas relacionadas às Famílias constituídas por casais do mesmo sexo e resiliência. Integrante do GT Juventude, Resiliência e Vulnerabilidade da ANPEPP.

cf.melo@yahoo.com.br

Currículo lattes

Licenciada em Psicologia (2007). Psicóloga com formação em Terapia Cognitivo Comportamental e em Psicologia Hospitalar (2008). Especialista em Saúde Coletiva (2009). Especialista em Psicologia Cognitivo Comportamental (2011). Mestre em Psicologia Social pela Universidade Federal da Paraíba (2009). Doutora em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2013). Professora do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade de Fortaleza (UNIFOR), Stricto Sensu, atuando também na graduação como orientadora de trabalho de conclusão de curso. É coordenadora do Laboratório de Estudos e Práticas em Psicologia e Saúde (LEPP - Saúde). Suas atividades de ensino, pesquisa multimétodos e extensão concentram-se na Psicologia com interface em Saúde, Políticas Públicas e construção e validação de instrumentos psicológicos. Atua especialmente sobre as temáticas de interesse social amplo como processos relacionados à saúde e doença (física e mental), tanatologia, práticas e cuidados em saúde, tecnologias em saúde e avaliação de programas sociais.

geoboris@uol.com.br

Currículo lattes

Doutor em Sociologia, Mestre em Educação e Psicólogo (UFC). Com uma lente clínica, investiga os diversos temas existenciais e suas manifestações de sofrimento, tendo como inspiração a fenomenologia existencial de Jean-Paul Sartre.

Professor titular do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade de Fortaleza, coordena o APHETO - Laboratório de Psicopatologia e Clínica Humanista Fenomenológica. Orienta pesquisas sobre processos grupais, psicoterapia, psicopatologia e relações de gênero, vinculadas aos projetos de pesquisa Fenomenologia e Relações de Gênero e Contribuições Sartreanas à Clínica Fenomenológico-Existencial. É membro do grupo de trabalho Psicologia & Fenomenologia da ANPEPP. Integrante do Conselho Deliberativo do Instituto Maria da Penha (IMP).

É autor dos livros Falas de Homens: A Construção da Subjetividade Masculina (2011) e Grupos Vivenciais e Cooperação: Uma Perspectiva Gestáltica (2013). Traduziu para o português o primeiro livro de Frederick Perls, Ego, Fome e Agressão: Uma Revisão da Teoria e do Método de Freud (2002).

Psicoterapeuta no enfoque fenomenológico-existencial da Gestalt-Terapia, ministrando formação e supervisão de psicoterapeutas neste referencial. Foi presidente do IPHe-CE - Instituto de Psicologia Humanista e Fenomenológica do Ceará entre 2011 e 2013.

Doutor em Sociologia, Mestre em Educação e Psicólogo (UFC). Com uma lente clínica, investiga os diversos temas existenciais e suas manifestações de sofrimento, tendo como inspiração a fenomenologia existencial de Jean-Paul Sartre.

Professor titular do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade de Fortaleza, coordena o APHETO - Laboratório de Psicopatologia e Clínica Humanista Fenomenológica. Orienta pesquisas sobre processos grupais, psicoterapia, psicopatologia e relações de gênero, vinculadas aos projetos de pesquisa Fenomenologia e Relações de Gênero e Contribuições Sartreanas à Clínica Fenomenológico-Existencial. É membro do grupo de trabalho Psicologia & Fenomenologia da ANPEPP. Integrante do Conselho Deliberativo do Instituto Maria da Penha (IMP).

É autor dos livros Falas de Homens: A Construção da Subjetividade Masculina (2011) e Grupos Vivenciais e Cooperação: Uma Perspectiva Gestáltica (2013). Traduziu para o português o primeiro livro de Frederick Perls, Ego, Fome e Agressão: Uma Revisão da Teoria e do Método de Freud (2002).

Psicoterapeuta no enfoque fenomenológico-existencial da Gestalt-Terapia, ministrando formação e supervisão de psicoterapeutas neste referencial. Foi presidente do IPHe-CE - Instituto de Psicologia Humanista e Fenomenológica do Ceará entre 2011 e 2013.

eldercerqueira@gmail.com

Currículo lattes

Pós-Doutorado pela University of Toronto (Canada), Doutor em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul / University of Nebraska - USA (2008). Possui graduação em Psicologia pela Universidade Federal de Sergipe (2000) e mestrado em Psicologia do Desenvolvimento pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2004). Consultor da Childhood Foundation (WCF). Professor do Mestrado em Psicologia Social da Universidade Federal de Sergipe e colaborador do PPG Psicologia da Universidade de Fortaleza. Tem experiência na área de Psicologia Positiva, com ênfase em Desenvolvimento Social e da Personalidade, atuando principalmente nos seguintes temas: desenvolvimento da criança e do adolescente, sexualidade e religiosidade. Pesquisador Produtividade do CNPq e líder do grupo de pesquisa CNPq Psicologia do desenvolvimento e da personalidade: investigações em contextos culturais. Foi coordenador do Núcleo de Pós-Graduação em Psicologia Social da UFS (2011 a 2013). Diretor-Tesoureiro da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Psicologia (ANPEPP 2012-2014 e 2014-2016). Regional Coordinator (Brasil) for International Society for the Study of Behavorial Development - ISSBD.

clerton@unifor.br

Currículo lattes

 Doutor em Psicologia (2001) pela Universidad de Barcelona (Espanha), com tese defendida sobre Cultura das Organizações. Pós-Doutorado – CAPES 2005/2006 – realizado na Universidad de Deusto (Espanha) no Instituto Multidisciplinar de Estudos do Ócio com projeto sobre Educação para o Ócio no Trabalho, na condição de Professor Visitante do Programa de Doutorado em Ócio e Desenvolvimento Humano.

A partir do projeto guarda-chuva Homem, Tempo e Sofrimento: o Tempo de Trabalho e o Tempo de Ócio, orienta estudos sobre os temas: Trabalho, Ócio, Cultura e Cultura das organizações, Tempo Livre e Lazer. Investiga os referidos temas a partir de dois estudos no Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade de Fortaleza: Estudos sobre Cultura das Organizações e Estudos sobre Trabalho e Tempo Livre nas Organizações.

Orienta, ainda, investigações sobre os significados do Lugar Turístico, Patrimônio Cultural e Identidades na Contemporaneidade. Coordena o Laboratório Otium de estudos sobre ócio, trabalho e tempo livre da Unifor. É membro fundador da Otium - Asociación Iberoamericana de Estudios de Ocio, com sede em Bilbao (Espanha).

Integra o Conselho Editorial da Coletânea Espanhola Documentos de Estudios de Ocio, da Universidad de Deusto. Colabora sistematicamente em programas acadêmicos sobre a Temática Ócio e Contemporaneidade, na América Latina, em especial no México e Equador e na Espanha.

karlaferreirapsi@gmail.com

Doutora em Educação pela Universidade Federal do Ceará, com Doutorado sanduíche na Université de Nantes - França (2011). É Mestra e Graduada em Psicologia pela Universidade Federal do Ceará. É professora do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade de Fortaleza, lecionando também nas graduações de Psicologia e Arquitetura e Urbanismo. Coordena o Laboratório de Estudo das Relações Humano-Ambientais  (LERHA) e suas atividades de ensino, pesquisa e extensão enfocam a subjetividade humana, através das inter-relações pessoa-ambiente, em diversos contextos naturais e/ou construídos a partir do referencial teórico da Psicologia Ambiental.

leonardodanziato@unifor.br

Currículo lattes

Professor Doutor Titular do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade de Fortaleza, membro do Laboratório de Estudos em Psicanálise, Cultura e Subjetividade (LAEpCUS); Editor da Revista Subjetividades do PPG Psicologia da Unifor; Doutor e Mestre em Sociologia pelo Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal do Ceará; Psicanalista Analista-Membro da Invenção Freudiana – Transmissão da Psicanálise.

Desenvolve estudos e pesquisas que se realizam num espaço de intersecção entre a psicanálise enquanto teoria e prática clínica, com os processos culturais, discursivos, políticos e subjetivantes no mundo contemporâneo. Utiliza como fundamento e referência desses trabalhos e orientações, tanto os desenvolvimentos teóricos da psicanálise, como autores da crítica cultural, mas também privilegia uma analítica dos estudos políticos foucaultianos, que fundam pesquisas e estudos históricos e arqueo-genealógicos.

Dirige e orienta esses estudos e pesquisas a partir de três vias que se articulam, mesmo que possam ser investigadas separadamente: a) uma relativa aos efeitos sobre o sujeito dos deslocamentos políticos e discursivos na cultura contemporânea, muito especialmente relacionados a sociedade do consumo e ao capitalismo; b) outra que investiga os processos de subjetivação no mundo atual, considerando as novas formas de experimentação do corpo, do gozo e das sexualidades, situando esses fenômenos em seus contextos históricos, políticos e discursivos; c) numa perspectiva mais clínica, encaminha suas investigações e orientações para as condições do sujeito tal como se apresenta no espaço da prática psicanalítica: a constituição do sujeito, as estruturas clínicas, as psicopatologias, assim como a teoria da clínica, suas condições, seus tempos e seus fundamentos.

leonia.ct@gmail.com 

Doutora em Saúde Coletiva pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro em co-tutela com a Universidade Paris Nord - Paris 13 (2001-CAPES), com Estágio Pós-Doutoral em Psicologia (CAPES) na Universidade Aberta de Lisboa e mestre em Educação pela Universidade Federal do Ceará (1994-CAPES). É professora Titular Tempo Integral da Universidade de Fortaleza, lecionando no Programa de Pós-Graduação em Psicologia (Doutorado e Mestrado) e na Graduação em Psicologia, além de ser responsável por disciplinas em cursos de Especialização. Tem desenvolvido pesquisas na área da Psicanálise e subjetividades contemporâneas, com ênfase nos seguintes temas: Adolescência e subjetividades contemporâneas; adolescência nas políticas públicas de saúde mental e assistência social; psicanálise nas interfaces com a arte, literatura, antropologia, sociologia, filosofia e direito. Coordena os projetos de pesquisa "Adolescência, cultura e subjetividade: construindo saberes e práticas interdisciplinares em saúde mental" e "Adolescentes em vulnerabilidade social: saberes e práticas interdisciplinares em assistência social e saúde mental", aos quais estão vinculados subprojetos dos doutorandos, mestrandos, bolsistas e voluntários de Iniciação Científica e alunos realizando trabalhos de conclusão do curso de graduação em psicologia. É coordenadora do Laboratório de Estudos Sobre Psicanálise Cultura e Subjetividade (LAEPCUS), vinculado ao PPG em Psicologia da UNIFOR. É membro do Grupo de Trabalho da ANPEPP "Psicanálise, política e clínica" (ex GT "Dispositivos clínicos em Saúde Mental"). É autora do livro "Freud e literatura. Destinos de uma travessia" e co-organizadora dos livros: "O sofrimento e seus destinos: psicologia, psicanálise e práticas de saúde", "A psicanálise nas searas da universidade, do direito, da arte e da literatura" e "Psicanálise, saberes e práticas de saúde", bem como possui artigos publicados em periódicos científicos e capítulos de livros.

luanasouza@unifor.br

Doutora em Psicologia Social pela Universidade Federal da Paraíba, com período de estágio no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. Mestre e Graduada em Psicologia pela Universidade Federal da Paraíba. Atualmente é professora da Universidade de Fortaleza (UNIFOR), atuando na graduação em Psicologia e no Programa de Pós-Graduação em Psicologia. É coordenadora do Laboratório de Estudos sobre Processos de Exclusão Social (LEPES).  Seus interesses de pesquisa se concentram na área da Psicologia Social, atuando principalmente nos seguintes temas: preconceito e discriminação de diferentes minorias sociais, legitimação das desigualdades sociais e identidade social.

Doutor em Psicopatologia na Université Paris Diderot - Paris VII, sob orientação da Profa. Mareike Wolf-Fédida, com bolsa Capes de Doutorado Pleno no Exterior (2014-2018). Graduado em Psicologia pela Universidade de Fortaleza - Unifor. Mestre em Psicologia pela Unifor (2010-2012). Diploma Universitário em Fenomenologia Psiquiátrica na Université de Nice (2015-2016). Professor efetivo (Auxiliar 6) do curso de Psicologia da Universidade de Fortaleza (Unifor). Coordenador e Pesquisador-colaborador do APHETO - Laboratório de Psicopatologia e Clínica Humanista-Fenomenológica do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Unifor. Possui formação em Psicoterapia Humanista-Fenomenológica. 

Possui graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Ceará (1982), mestrado em Psicologia e Psicopatologia Clínica - Université Lyon 2 (1991), mestrado em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1985), doutorado em Psicologia - Université Paris 13 (2002) e Pos-Doutorado - Université Rennes 2 (2015). Atualmente é professora colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UNIFOR. Desenvolve pesquisas principalmente nos seguintes temas: psicanálise, laço social, discursos e práticas institucionais, psicopatologia da infância e da adolescência. É membro do Grupo de Trabalho da ANPEPP "Psicanalise e educação".

normandaaraujo@gmail.com

Currículo lattes

Psicóloga formada pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Mestre e doutora em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Realizou estágio de doutorado sanduíche na University of Illinois at Urbana-Champaign.

Professora titular do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade de Fortaleza (Unifor). Coordenadora do Laboratório de Estudos dos Sistemas Complexos: casais, famílias e comunidades (Lesplexos). Atual coordenadora do PPG Psicologia.

Bolsista de Produtividade II do CNPq. Integrante do Grupo de Trabalho da ANPEPP: Juventude, resiliência e vulnerabilidade. Editora da Revista Subjetividades do PPG Psicologia UNIFOR.  Integra, ainda,o corpo editorial da Revista Estudos de Psicologia (Natal) e Temas em Psicologia (Sociedade Brasileira de Psicologia - SBP)

Área principal de pesquisa e atuação: sistemas complexos (casais, família e comunidade), desenvolvimento em contexto de vulnerabilidade social, resiliência (familiar e comunitária), psicologia positiva, abordagem sistêmica, abordagem bioecológica do desenvolvimento humano.

reginaheloisamaciel@gmail.com

Currículo lattes

Graduada em Psicologia pela Universidade de São Paulo (1977), Mestre em Applied Psychology Ergonomics pelo Institute of Science and Techonology da University of Wales (1981) e Doutora em Psicologia (Psicologia Experimental) pela Universidade de São Paulo (1991), a Profa. Dra. Regina Heloísa Mattei de Oliveira Maciel, atualmente, é professora titular da Universidade de Fortaleza e professora da Universidade Estadual do Ceará.

Participa de projetos da Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho, do Sindicato dos Empregados em Instituições Bancárias do Ceará e da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Instituições Financeiras. Tem experiência na área de Saúde Coletiva, com ênfase em Ergonomia, atuando, principalmente, nos seguintes temas: ergonomia, condições de trabalho e saúde do trabalhador.

terezamatos@unifor.br

Currículo lattes

Doutora em Psicologia pela Universidad de Barcelona, na Espanha, graduada em Psicologia pela Universidade Federal do Ceará. Professora adjunta do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade de Fortaleza desde 2008, desenvolvendo projetos na área de Psicologia Social e do Trabalho.

Participa do Laboratório de Estudos sobre o Trabalho – LET. Seus estudos partem das orientações da Psicologia Social e das Organizações e visam a analisar os ambientes sociais, organizacionais e do trabalho e as suas inter-relações com os modos de produção da subjetividade, da identidade, da carreira e da saúde. O trabalho e os diferentes sentidos que ele assume na contemporaneidade, assim como as formas de interação com os múltiplos cenários constituem, também, seu foco de atenção.

Bolsista de Produtividade em Pesquisa CNPq - PQ1D. Pós-Doutora em Antropologia Médica pela Harvard Medical School, Doutora em Psicologia Clínica pela PUC-SP. Former Fulbright Visiting Professor do Department of Global Health and Social Medicine durante o ano acadêmico 2002-2003, permanecendo como Affiliated Faculty até 2011. Fundadora Emérita do APHETO - Laboratório de Psicopatologia e Clínica Humanista Fenomenológica. É Professora Colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UNIFOR e membro do GT Psicologia & Fenomenologia da ANPEPP. Temas de Pesquisa: fenomenologia clínica, psicopatologia fenomenológica, psicoterapia individual e de grupo, psicoterapia online, plantão psicológico, tendo como inspiração a fenomenologia de Merleau-Ponty. Publicou sete livros e mais de cem artigos em periódicos nacionais e internacionais. 

Teses Defendidas

 

O investimento no curso de Doutorado em Psicologia da Unifor é composto por 48 parcelas fixas de R$ 2.948,00*.

* Desconto de 4,5% para pagamentos realizados até a data do vencimento padrão. Não sendo cumulativo com outros benefícios.

 

 

Seleção 2022

Está em andamento a seleção do Programa de Pós-graduação em Psicologia da Unifor. Todas as informações podem ser conferidas no Edital R. Nº 16/2022 e no Edital Nº 22/2022

> CONFIRA O RESULTADO
> MESTRADO: HORÁRIO DAS ENTREVISTAS
> DOUTORADO: HORÁRIO DAS ENTREVISTAS
> CONFIRA AS INSCRIÇÕES DEFERIDAS

Ao todo, são ofertadas 40 vagas, das quais 30 para o Mestrado e 10 para o Doutorado. O Programa organiza-se nas seguintes Linhas de Pesquisa: "Clínica, Psicopatologia e Processos de Subjetivação"; "Processos de Trabalho e Saúde" e "Processos psicossociais e relação pessoa-ambiente".

O processo seletivo contempla três etapas. No Mestrado, os candidatos serão submetidos à análise do projeto de pesquisa, entrevista (dias 20 e 21 de junho) e análise do currículo. 

No Doutorado, serão aplicados: análise do projeto de pesquisa, apresentação oral sobre o projeto de pesquisa e entrevista (17 de junho), e análise do currículo.

SERVIÇO

Seleção para o Mestrado e o Doutorado em Psicologia
Edital R. Nº 16/2022
Edital de prorrogação
+ Requerimento de inscrição do Mestrado
+ Requerimento de inscrição do Doutorado
Inscrições: 11 de abril a 6 de junho de 2022
Pelo e-mail: secretariapgss@unifor.br
Mais informações: (85) 3477-3229 ou ppgp@unifor.br

 

Seleção docente

Está em andamento a seleção de professor para o Programa de Pós-graduação em Psicologia da Unifor. No Edital VRE Nº 02/2022 constam todas as informações.

> RESULTADO DA SELEÇÃO
> RESULTADO DA 2ª FASE E HORÁRIO DAS ENTREVISTAS
> RESULTADO DA 1ª FASE
> INSCRIÇÕES DEFERIDAS

Está sendo oferecida uma vaga para atuar na linha de pesquisa "Clínica, psicopatologia e processos de subjetivação”, especificamente vinculado aos temas de trabalho do Laboratório de Psicopatologia e Clínica Humanista Fenomenológica (Apheto). 

É exigido do candidato o título de Doutor, entre outros requisitos dispostos em Edital. As inscrições devem ser realizadas exclusivamente pelo e-mail secretariapgss@unifor.br e no assunto deve constar: “Inscrição Processo Seletivo para Docente PPG Psicologia”. 

O processo seletivo será composto por três etapas. A primeira é a análise do currículo. A segunda é a análise da proposta do plano de trabalho. Por último, acontece a defesa da proposta de trabalho e entrevista, previstas para o dia 5 de abril. O resultado será divulgado no dia 8 do mesmo mês. 

SERVIÇO

Seleção para professor do PPGP
Edital VRE Nº 02/2022
Inscrições: até 21 de março de 2022
E-mail: secretariapgss@unifor.br
Mais informações: (85) 3477-3139 / 3477-3285

Seleção para Bolsas do PPGP

Foi lançado o edital de seleção para bolsas da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap) destinadas ao Programa de Pós-graduação em Psicologia da Unifor. 

> CONFIRA O RESULTADO

CONFIRA O EDITAL VRE Nº 07/2022

Mais informações
secretariapgss@unifor.br
(85) 3477-3139 / 3477-3285

O Programa de Pós-Graduação em Psicologia (PPGP) da Universidade de Fortaleza, vinculada à Fundação Edson Queiroz, abriu seleção para bolsa do Programa Institucional de Doutorado Sanduíche no Exterior (PDSE), oferecido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).

Na modalidade de doutorado sanduíche no exterior, alunos regularmente matriculados em cursos de Doutorado no Brasil realizam parte do curso em instituição no exterior, retornando obrigatoriamente ao Brasil, após a finalização da bolsa, para a integralização final de créditos e defesa de tese. 

> CONFIRA O RESULTADO

CONFIRA O EDITAL VRPG Nº 03/2022

Foi lançado o edital de seleção para bolsas da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap) e da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), destinadas ao Programa de Pós-graduação em Psicologia da Unifor. 

> MESTRADO: CONFIRA O RESULTADO

> DOUTORADO: CONFIRA O RESULTADO

CONFIRA O EDITAL VRPPG Nº 06/2021

SERVIÇO

Seleção de bolsas da Funcap e da Capes para Pós-graduação em Psicologia
Inscrições: 21 a 25 de junho de 2021 pelo e-mail ppgp@unifor.br
 

O Programa de Pós-Graduação em Psicologia (PPGP) da Universidade de Fortaleza, vinculada à Fundação Edson Queiroz, abriu seleção para bolsa do Programa Institucional de Doutorado Sanduíche no Exterior (PDSE), oferecido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).

Na modalidade de doutorado sanduíche no exterior, alunos regularmente matriculados em cursos de Doutorado no Brasil realizam parte do curso em instituição no exterior, retornando obrigatoriamente ao Brasil, após a finalização da bolsa, para a integralização final de créditos e defesa de tese. 

Benedito Aguiar, presidente da CAPES, reforça a importância do PDSE, que fortalece a Pós-Graduação Stricto Sensu das Instituições de Ensino Superior (IES) brasileiras: “Esse programa amplia o acesso da comunidade acadêmica do Brasil a centros internacionais de excelência, valoriza muito a formação de novos doutores e promove e amplifica a visibilidade da ciência produzida no nosso País, pelas parcerias internacionais realizadas, por meio de publicações conjuntas”*.

Participação

O PPGP/Unifor tem disponível uma cota de bolsa para o ano de 2021, o que equivale a 12 mensalidades. A duração da bolsa é de, no mínimo, seis meses e de, no máximo, doze meses, de forma que poderão ser contemplados até dois bolsistas no ano.

As inscrições podem ser feitas pelo e-mail ppgp@unifor.br, no período de 18 de fevereiro a 09 de março de 2021, cujo assunto da mensagem deve consistir em “Inscrição para Bolsa do PDSE”. Os requisitos de candidatura e os documentos que deverão ser anexados no e-mail encontram-se descritos no Edital VRPG Nº 02/2021.

A seleção se dará pela análise do Plano de Pesquisa no Exterior e pela análise de currículo, de acordo com a pontuação indicada no Anexo I do Edital. Esta etapa acontece no dia 10 de março de 2021. O resultado será divulgado no dia 12 de março e o início dos estudos deve ocorrer, impreterivelmente, no período de julho a setembro de 2021.

CONFIRA O EDITAL VRPG Nº 02/2021 

* Fonte: CCS/CAPES